Articulação da sociedade civil pela defesa da biodiversidade é recebida pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul

8 de março de 2019

A Articulação pela Preservação da Integridade dos Seres e da Biodiversidade-APISBio reuniu-se na tarde do dia 07 de março com o Promotor de Justiça Daniel Martini do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente, na sede do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul. A pauta foi o modelo de produção imposto pelo agronegócio, o uso de agrotóxico e prejuízo causado à sociedade e ao meio ambiente.

Muitos foram os casos ocorridos no estado de mortandade das abelhas, prejudicando o meio ambiente e os produtores de mel. A Associação dos Apicultores Gaúchos afirma que mais de 6 mil colmeias foram perdidas nos últimos meses, estimando que deixaram de produzir cerca de 150 toneladas de mel[1].

O Fórum Justiça-RS participa da APISBIO e esta reúne organizações da sociedade civil, movimentos sociais, pesquisadores e universidade, colocando-se junto às instituições públicas na defesa do meio ambiente, por um outro modelo de produção, mais inclusivo, e que preserve também os diversos saberes da população. A vida, entendida de forma ampla, é o fim último desta articulação que tem como foco a proteção das abelhas.

[1] Disponível em: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2019/02/14/mais-de-6-mil-colmeias-foram-perdidas-no-rs-nos-ultimos-meses-estima-associacao-dos-apicultores.ghtmlAcessoe m: 07 mar 2019.