No ano de 2018, a atuação do Fórum Justiça foi marcada pela defesa do direito de manifestação, o incentivo à participação popular por meio das Ouvidorias Externas, o combate ao racismo institucional e a defesa da igualdade de gênero no sistema de justiça, dentre outras agendas. Em 2019 o FJ permanecerá na disposição por um sistema de justiça mais democrático, no caminho do reconhecimento e da redistribuição.