Reconocimiento, redistribución y participación popular: por una política judicial integradora.
Luiz Otávio Ribas

Profesor universitario e investigador. Magíster en Derecho de la Universidad Federal de Santa Catarina (2009). Doctor en Filosofía y Teoría del Derecho en la Universidad del Estado de Río de Janeiro. Consejero de la Sección Sudeste del Instituto de Investigación, Derechos y Movimientos Sociales (IPDMS). Integrante del Núcleo de Asesoría Jurídica Popular Universitaria – NAJUP Luiza Mahin. Columnista del blog de la “asesoría jurídica popular”.

Marcia Nina Bernardes

Graduada em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1997), mestrado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2000), mestrado em Master Of Laws – New York University (2001) e doutorado em Juridical Science Doctor – New York University (2006). Atualmente é professora do Programa de Mestrado e Doutorado do Departamento de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, alem de coordenadora acadêmica do Núcleo de Direitos Humanos da mesma instituição. Suas áreas de interesse e de pesquisa são: direitos humanos, questões relativas a gênero, globalização, sociedade civil, esfera pública e democracia deliberativa.

Maria Isabel Palmeiro

Arquiteta e artista plástica, formada pela PUC Rio , atualmente trabalhando em São Francisco/CA.

Maria Tereza Sadek

Possui graduação em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1969), mestrado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1977) e doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (1984). Atualmente é pesquisadora senior e diretora de pesquisa do Centro Brasileiro de Estudos e Pesquisas Judiciais, professor doutor do Departamento de Ciência Política da Universidade de São Paulo. Participou do IDESP desde a sua fundação, desenvolvendo pesquisas sobre questões relacionadas às eleições, à Justiça Eleitoral, ao Poder Judiciário, ao Ministério Público. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Teoria Política, política brasileira e sistema de justiça, atuando principalmente nos seguintes temas: constituição, democracia, poder judiciário, ministério público, defensoria pública e acesso à justiça.

Marilson Santana

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal da Bahia (1998) e mestrado em Direito pela Universidade de Brasília (2004). É professor assistente da Faculdade Nacional de Direito da Universidade Federal do Rio de Janeiro FnD/UFRJ. Professor do Instituto Brasileiro de Mercados e Capitais-IBMEC (2008).Doutorando em Ciências Sociais na Pontifícia Universidade do Rio de Janeiro -PUC/RJ (2012)

Miguel Lanzellotti Baldéz

Advogado popular carioca, trabalha principalmente com movimentos de ocupação urbana e rural no estado do Rio de Janeiro. É fruto da militância sindical: na década de 1960, junto ao Comando Geral de Trabalhadores, e na década de 1980, na luta sindical dos professores. Em 1982, trabalhou no Núcleo de Regularização de Loteamentos Clandestinos e Irregulares da Procuradoria Geral do Estado, que depois passou a integrar a procuradoria do município. Auxiliou, ainda, a organização do Núcleo de Terras na Procuradoria do estado, com os assentamentos em Nova Iguaçu, Paracambi, Piraí, entre outros. Na década de 1990 foi idealizador do Curso de Direito Social do Programa de Cidadania e Direitos Humanos da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, com a temática da violência institucional no campo e na cidade. Hoje participa da criação do Conselho Popular do Município do Rio de Janeiro, iniciativa de movimentos sociais e entidades, é assessor jurídico de movimentos de luta pela terra urbanos e rurais, como a Articulação Nacional do Solo Urbano e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. É professor de direito no IBMEC; participa do Núcleo de Apoio Jurídico Popular (Najup).

Mônica de Melo

Possui graduação, mestrado e doutorado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professora de Direito Constitucional da PUC-SP e Defensora Pública do Estado de São Paulo. É diretora de Relações Internacionais da Associação Brasileira dos Constitucionalistas Democráticos – ABCD. Membro do Conselho Consultivo do Observatório de Gênero da SPM-Brasília. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Constitucional, atuando, principalmente nos seguintes temas: direitos humanos, discriminação, mulher e direito das mulheres.

Raffaele De Giorgi

Professor titular de Teoria Geral do Direito e Sociologia do Direito da Universidade de Lecce, Itália. Diretor do “Centro di Studi Sul Rischio”, fundado em parceria com Niklas Luhmann na Universidade de Lecce. Membro do Max-Planck Institut – Frankfurt.

Rubens Casara

Possui graduação em Direito pela Universidade Cândido Mendes (1995) e mestrado em Ciências Penais pela Universidade Cândido Mendes (2003). Atualmente, cursa o doutorado em direito pela UNESA/RJ.Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Processual Penal, atuando principalmente nos seguintes temas: processo penal, hermenêutica, poder judiciário e sociedade brasileira. É também juiz de direito do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, fundador do Movimento da Magistratura Fluminense pela Democracia (MMFD) e membro da Associação Juízes para a Democracia (AJD).

Vinicius Scarpi

É Doutor em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ (2010). Possui mestrado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica – PUC-Rio (2006) e graduação em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ (2003).