Reconhecimento, redistribuição e participação popular: por uma política judicial integradora

FJ-RS acompanha reunião proposta pela DPU sobre os impactos da nova ponte do Guaíba

16 de maio de 2017

O Fórum Justiça desde 2015 acompanha junto a comunidades, organizações e movimentos os impactos indevidos pelo traçado e compensações pela nova Ponte do Guaíba.  Neste último dia 10/05, a Defensoria Pública da União-DPU fez uma reunião muito representativa sobre a questão. Todavia, mais uma vez o DNIT e outros órgãos públicos responsáveis pela obra não estiveram presentes.

Com mais de trinta pessoas reunidas, representativas de vários espaços, ficou encaminhado:

  • Provocar a Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, através da Subcomissão de Habitação;
  • Comunicar ao MPF que as obras da Ponte avançam junto às residências dos moradores das Ilhas;
  • Oficiar o DNIT para tratar do excessivo barulho e das rachaduras nas casas causadas pela execução das obras;
  • Cobrar do DNIT o cronograma de reassentamento das famílias;
  • A realização dos atendimentos pela DPU no dia 20/05;
  •  Contatar o Senador Paulo Paim e pedir uma posição sobre as tratativas feitas na Audiência Pública de 21 de julho de 2016;
  • Indagar o DNIT e a Construtora a respeito da promessa de contratação de trabalhadores para a construção da Ponte junto aos moradores das Ilhas e que não está ocorrendo.

Veja a memória da reunião.