Reconhecimento, redistribuição e participação popular: por uma política judicial integradora

Fórum Justiça avança com a agenda de atividades no Rio Grande do Sul

10 de novembro de 2020

No dia 27 de outubro, o Fórum Justiça RS realizou uma reunião de trabalho para dar continuidade às atividades vem sendo desenvolvidas. Participaram da reunião Júlio Alt (Acesso); Leonardo Pillon (APISbio); Renato Barcelos (APISBio); Roberto Liebgott (CIMI); Rodrigo de Medeiros (RENAP); e Sandro Luckmann (COMIN).

Conselho Estadual de Direitos Humanos do Rio Grande do Sul

Foi dado o informe sobre o funcionamento das Comissões. Existem três comissões temáticas permanentes: Terra e Território; Povos Indígenas; e Violência Institucional. Além dessas comissões há duas temporárias: Educação em Direitos Humanos e Racismo. Rodrigo de Medeiros está participando na Comissão dos Povos Indígenas pelo Fórum Justiça (FJ), mas está aberta a possibilidade de outro integrante do FJ-RS participar de outra comissão.

Representações Fórum Justiça

Está sendo preparada uma série de entrevistas sobre representações indígenas e ditadura, com a participação de missionários. A ideia é publicar este material na página do FJ.

Por outro lado, há algumas ações para apurar lesão dos direitos à segurança alimentar e à saúde da população indígena em face da má gestão de pessoal por parte do Estado do Rio Grande do Sul- MPE.

Canal do YouTube do Fórum Justiça

Na reunião, foi deliberado sobre a proposta de fazer uma live sobre a Ditadura e os Indígenas do RS, com representação dos povos indígenas e com o missionário Egydio Schwade.

Foi definido que será proposta uma live com o Presidente do Conselho de Relações Institucionais do Tribunal de Justiça do RS. Rodrigo ficou de marcar uma reunião com o Presidente para apresentar o Fórum Justiça e fazer o convite, logo que for aprovado junto à administração do Canal.

Por fim, foi proposta uma live do FJ Cidades, debatendo acesso à justiça, com representantes do Ceará, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.